PostImage 6FactosExtraordináriosSobreoPumori 560x416 - 6 Factos Extraordinários Sobre o Pumori

Pumori é uma montanha com 7161m de altura, localizada nos Himalaias, na fronteira entre China e Nepal e fica a cerca de 8 km a oeste do Monte Everest.

Conheça 6 factos extraordinários sobre o Pumori.

Montanhistas em Pumori

Foi nesta montanha que o montanhista português João Garcia organizou com sucesso, em 2003, a primeira expedição portuguesa de alpinismo aos Himalaias. Viajaram mais cinco alpinistas, todos estreantes em 7000m, mas já com experiência em média e alta montanha. João Garcia já havia escalado o Evereste.

Em outubro de 2002, três mulheres de uma expedição iraniana chegaram ao topo através da face sudeste. Os xerpas (etnia da região mais montanhosa do Nepal) deixaram de abrir a rota para esta equipa por duas vezes, pois não esperavam que as mulheres conseguissem gerir as dificuldades.

Primeiras descobertas e rotas

Pumori foi escalado pela primeira vez em maio de 1962 por Gerhard Lenser numa expedição germano-suíça. Ele tomou a que hoje é conhecida como Rota Normal, a mais fácil, embora com algumas partes difíceis. Dois checos, Leopold Sulovský e Zdeněk Michalec, abriram uma nova rota na vertente sul na primavera de 1996. A crista sul é mais difícil e é principalmente uma subida de neve e gelo, então é obrigatório o conhecimento de como usar grampos, picadores de gelo e outros, mas não é necessária experiência de alta altitude. O último dia até ao cume é o mais difícil, com uma inclinação de 55 graus. Aqui alguma capacidade de escalada de rocha é útil.

PostImage 6FactosExtraordináriosSobreoPumori climbing - 6 Factos Extraordinários Sobre o Pumori

Dificuldade da escalada

Pumori é um pico de escalada popular, especialmente para quem quer escalar cumes de 7000m. A rota mais fácil é de classe 3 na escala decimal de Yosemite, embora com risco significativo de avalanche.  Pumori é tecnicamente desafiador, oferecendo seções de exposição selvagem que exigem que os montanhistas tenham experiência anterior em alpinismo e com excelente nível de condicionamento físico. Apesar de não ser extremamente difícil, é um pico de expedição sério projetado apenas para alpinistas experientes, que requer uma subida técnica moderada no gelo e na neve. A expedição Pumori é frequentemente usada para testar as habilidades e preparar aqueles que aspiram aos picos mais técnicos de 8000m, como o Monte Everest.

Chegar a Pumori

Chegar a Pumori é uma caminhada, através do magnífico campo, agradáveis aldeias e sempre a atração de uma visão do Everest. Embora a experiência de alta altitude não seja necessária, ainda é essencial que tenha a oportunidade de se aclimatar à altitude e é por essa razão que a caminhada leva tempo. São jornadas fundamentais, que permitem ao organismo adaptar-se gradualmente aos efeitos da altitude, preparando o esforço das semanas seguintes. Para fazer uma tentativa de subida do acampamento base, precisa de pelo menos duas semanas, pois o tempo pode ser adverso.

Acidentes

Em 2005 quase 500 pessoas já haviam subido Pumori, com um custo de 42 vidas. Tem havido alguns perigos de avalanches, incluindo montanhistas espanhóis que sofreram grandes perdas. Em 1989, uma equipa de quatro alpinistas espanhóis foi morta numa avalanche em Pumori e novamente em setembro de 2001 outro grupo espanhol foi morto numa avalanche. Em 19 de outubro de 2002, cinco montanhistas bascos foram arrastados de 600 a 800 metros pela face sudeste por uma avalanche.

Em 25 de abril de 2015, um terremoto de 7,8 Mw atingiu o Nepal e provocou várias avalanches no Monte Everest e arredores, incluindo uma que atingiu o Everest Base Camp. A avalanche percorreu parte da cascata de gelo Khumbu e entrou no acampamento sul. Pelo menos 19 pessoas morreram.

Outros factos interessantes

O pico foi nomeado “Pumori” por George Leigh Mallory, que aparentemente significa “Filha da Montanha” ou “Filha Solteira”, na língua xerpa.

A melhor época para explorar este impressionante pico é de setembro a novembro e de março a maio. A expedição Pumori é recompensada com vistas fotográficas impressionantes de montanhas nevadas, incluindo o Monte Lhotse e o Monte Everest.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *